Este sítio utiliza cookies

Estes cookies são essenciais quer para melhorar as funcionalidades quer para melhorar a experiência de utilização do sítio ALEA.

        

De acordo com a notícia publicada na revista "Visão" de 29 de Março de 2001, dentro de cinco anos, ter-se-ão reformado entre 10 e 15% dos cerca de 30 mil médicos actuais. Como se apertaram as vagas nas faculdades sem se tomarem medidas para substituir, a tempo, uma classe envelhecida, podemos estar à beira da ruptura dos sistema.

Os problemas deste desafio foram formulados a partir da informação publicada nesta notícia da revista "Visão".

Nível I

Problema: Qual é a percentagem de médicos efectivos do Ministério de Saúde pertencente à região de Lisboa e Vale do Tejo? (Justifique a resposta)
 

Resposta

 

O número de médicos efectivos do Ministério de Saúde (em 1997) obtém-se, somando o n.º efectivos das regiões: Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo e Algarve. Assim, o número total é:
                         8 058 + 4 696 + 9 677 + 673 + 619= 23 723
Como  9 677 / 23 723 = 0,4079 (4 c.d.)
A percentagem de médicos pertencente à região de Lisboa e Vale do Tejo é, aproximadamente,  40,79%.

 



Nível 2
Desde a fixação do numerus clausus, em 1976, tem sido reduzido o número de alunos que consegue entrar nas escolas de Medicina do País. No gráfico seguinte é dado o número de vagas nas escolas de Medicina e de Medicina Dentária desde 1979 até 2000.



Problema: Qual foi a média e a mediana do número de alunos que conseguiu entrar nas escolas de Medicina do País entre 1990 e 2000 (nos últimos 11 anos), não incluindo a Medicina Dentária? Os valores apresentados por estas medidas são semelhantes? Comente.

Resposta

 

Como o  número de alunos que conseguiu entrar nas escolas de Medicina do País entre 1990 e 2000 (nos últimos 11 anos) foi, respectivamente:
                       400  445  470  465  485  475  475  475  561  566  735
o valor aproximado da média do número de alunos que conseguiu entrar em Medicina é:
505 alunos (efectuando o cálculo dá: 504,7272...  ver capítulo 4 das noções de estatística)

A mediana é igual a: 475 alunos

Os valores obtidos não são semelhantes. Neste estudo, a distribuição dos dados não é simétrica (nem aproximadamente simétrica), por isso a  média e a mediana
- medidas de localização central - não são semelhantes.

Há dois valores que se distinguem:
                      400 - o valor mais baixo -  e 735 - valor muito superior aos restantes.

Como a média, ao contrário da mediana, é uma medida muito pouco resistente, isto é, é muito influenciada por valores "muito grandes" ou "muito pequenos" podemos afirmar que, neste caso, a mediana dá uma informação mais correcta do que a média .

Nota: Todos os alunos que responderam correctamente a este desafio são contactados via e-mail Lembramos também que são candidatos ao prémio a sortear no final do ano lectivo.

 

 

 

E os premiados do desafio Médicos Procuram-se foram...

Problema de Nível I
  Nome do aluno ano/turma Escola Prémio
Vítor V. Santos Barbosa 9º B E.B.2/3 Vila das Aves vale de compras 5 000$00
- - - -
 - - - -
 - - - -
 - - - -

 

Problema de Nível II
  Nome do aluno ano/turma Escola Prémio
Tiago João M. Araújo 11º E Sec. Tomaz Pelayo vale de compras 5 000$00
Pedro M. Delgado Monteiro 11º F Sec. D. Dinis vale de compras 3 000$00
Jorge Adalberto Machado 10º E Sec. Tomaz Pelayo vale de compras 2 000$00
 -  -  - -
 -  -  - -

Nota: Todos os alunos que responderam correctamente a este desafio são contactados via e-mail. Lembramos também que são candidatos ao prémio a sortear no final do ano lectivo.