Este sítio utiliza cookies

Estes cookies são essenciais quer para melhorar as funcionalidades quer para melhorar a experiência de utilização do sítio ALEA.

        

Durante o ano de 1998, as dormidas nos hotéis, hotéis-apartamentos, apartamentos e aldeamentos turísticos, motéis, pousadas, estalagens e pensões atingiram os 31.7 milhões, representando um acréscimo de 9.3% relativamente ao mesmo período do ano anterior.

Todas as regiões apresentaram aumentos nas dormidas, destacando-se Lisboa e Vale do Tejo (24.0%) e o Alentejo (14.5%). Os destinos preferenciais continuaram a ser o Algarve (42.5%), Lisboa e Vale do Tejo (24.7%) e Região Autónoma da Madeira (14.1%).

 

 

Neste período, as dormidas dos portugueses (8.9 milhões) apresentaram uma variação positiva de 6.2%, tendo sido os hotéis e as pensões os estabelecimentos mais procurados, com 49.5% e 20.7% do total das dormidas, respectivamente.

De assinalar que os destinos preferenciais continuaram a ser o Algarve (26.6%), Lisboa e Vale do Tejo (25.0%) e Norte (18.8%).

As dormidas dos estrangeiros não residentes em Portugal elevaram-se a 22.8 milhões, representando um acréscimo de 10.5% relativamente ao mesmo período do ano anterior. Quanto aos principais países de origem destas dormidas de estrangeiros, registaram-se aumentos significativos, nomeadamente o Reino Unido (8.0%), a Espanha (40.0%) e os Países Baixos (8.3%). A única excepção foi a Alemanha que registou uma variação negativa (-3.2%).

Os destinos mais procurados pelos estrangeiros continuaram a ser a região do Algarve, Lisboa e Vale do Tejo e Região Autónoma da Madeira, com 48.6%, 24.6% e 17.3% do total das dormidas, respectivamente.

 

Para saber mais...

As Estatísticas do Turismo são recolhidas com o apoio da Direcção Geral do Turismo. Entre outros, o INE recolhe informação dos seguintes Inquéritos: INQUÉRITO AO TURISMO DE HABITAÇÃO, RURAL E AGROTURISMO; INQUÉRITO DE CONJUNTURA AOS PARQUES DE CAMPISMO; PROCURA TURÍSTICA DOS RESIDENTES; INQUÉRITO AOS GASTOS DOS ESTRANGEIROS NÃO RESIDENTES EM PORTUGAL - TURISTAS; CAPACIDADE DE ALOJAMENTO E PESSOAL AO SERVIÇO NA HOTELARIA; INQUÉRITO AO MOVIMENTO NAS FRONTEIRAS RODOVIÁRIAS (AÉREAS E MARÍTIMAS).

Algumas definições:

  • Dormida - Permanência num estabelecimento que fornece alojamento, considerada em relação a cada indivíduo, e por um período compreendido entre as 12 horas de um dia e as 12 horas do dia seguinte
  • NUTS - Nomenclatura de Unidades Territoriais para Fins Estatísticos criada pelo Decreto-Lei nº 46/89, de 15 de Fevereiro com vista a estabelecer uma harmonia entre as divisões territoriais utilizadas para fins estatísticos. Esta nomenclatura tem vários níveis geográficos conforme o nível de desagregação assumido (por exemplo, o nível II, no Continente, é composto pelas unidades: Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo e Algarve).

Para encontrar mais informação sobre esta área temática, consulte as Estatísticas do Turismo (publicadas anualmente pelo INE).

 

importar em PDF