Este sítio utiliza cookies

Estes cookies são essenciais quer para melhorar as funcionalidades quer para melhorar a experiência de utilização do sítio ALEA.

        

 

Médicos a assistir doentes numa enfermaria

MÉDICOS MAL DISTRIBUÍDOS, mas assimetrias diminuem

Portugal tem médicos a menos? Ou os profissionais são suficientes, mas estão mal distribuídos? As estatísticas mostram que existe actualmente um clínico para 373 pessoas, valor próximo da média europeia...

Noticia retirada do jornal Diário de noticias

Portugal tem médicos a menos? Ou os profissionais são suficientes, mas estão mal distribuídos? As estatísticas mostram que existe actualmente um clínico para 373 pessoas, valor próximo da média europeia e acima do que a Organização Mundial de Saúde define como limiar mínimo: um para mil habitantes.

Mas, mesmo assim, os 600 a 750 mil portugueses que continuam sem médico de família são o exemplo da carência destes profissionais. Os dados da Ordem mostram que as diferenças entre regiões continuam a ser grandes, mas a assimetria tem diminuído ao longo dos anos.
 

Coimbra tem cinco vezes mais clínicos por habitante do que Beja
De acordo com os dados da Ordem dos Médicos, o rácio regista variações muito significativas de região para região (…) A balança cai para o litoral, deixando o interior a descoberto. Coimbra, Lisboa e Porto são os três distritos onde o rácio médico/habitantes é mais elevado.

Em Coimbra há um clínico para cada 122 pessoas, o que representa cinco vezes mais do que os recursos de Beja - o distrito mais desfalcado, com apenas um médico para cada 653 habitantes. Logo a seguir na tabela, estão Lisboa, com 167, e Porto, com 213. Mas, desde há cinco anos, o número de profissionais por habitante tem aumentado em todas as regiões, com um saldo positivo de zonas que estavam até aqui muito desfalcadas.

 

 

Ver gráficos

Classe envelhecida: Quase metade dos médicos portugueses têm mais de 50 anos

Profissão mais feminina: São cada vez mais as mulheres que vestem a bata branca

Especialidades: Apesar da falta de clínicos gerais, estes continuam a ser a maioria

Estrangeiros: Médicos vindos de fora são já 10% dos profissionais inscritos no País

O numero de médicos Existentes em Portugal em 2006 era   					37394 sendo que 34% destes exercem a sua actividade no distrito de Lisboa. O numero de médicos oriudos do estrangueiro a exercer em Portugal é de 3564.