Este sítio utiliza cookies

Estes cookies são essenciais quer para melhorar as funcionalidades quer para melhorar a experiência de utilização do sítio ALEA.

        

(terminou o período de resposta )
Os problemas deste desafio baseiam-se numa notícia publicada no Jornal de Notícias de 12 de Maio 2006.

A notícia dá conta de algumas conclusões do relatório final sobre a sustentabilidade da Segurança Social. Apresenta também um quadro com dados relativos às pensões médias dos reformados, do número de reformados e do número médio de anos da carreira contributiva (anos de descontos para a Segurança Social) por classes de idade e por sexo.

Problema de Nível 1

 1. À medida que aumenta a idade o que acontece ao valor da pensão média? Aumenta ou diminui?

2. Quantos anos, em média, descontam os portugueses para o Regime Geral contributivo?

Resposta

Problema de Nível I
Apresentada pela aluna Cátia Amaral da EB 2.3 Dr. José de Jesus Neves Júnior - Faro

Resposta à Questão 1
Consultei a tabela e verifiquei que à medida que a idade ia aumentando, o valor de pensão média ia diminuindo.

Resposta à Questão 2
Consultei a tabela e verifique que no regime geral contributivo os Portugueses descontam em média 21,3 anos.

 

Problema de Nível 2

O título desta notícia é: “Reformas antecipadas são 41% mais elevadas”. No desenvolvimento, pode ainda ler-se que: “As pessoas que pediram para passar à aposentação antes de atingirem os 65 anos (idade legal da reforma) têm uma reforma superior em 41% (ou 233,81 euros) à média deste regime.”

Apresenta uma explicação que justifique o título da notícia (utiliza também a informação dada no quadro acima).

Resposta

Problema de Nível II

Nota prévia: Consideraram-se respostas correctas todas aquelas em que os alunos apresentavam uma explicação para o título da notícia «Reformas antecipadas são 41% mais elevadas». Alguns alunos acrescentaram ainda que o cálculo da percentagem feito pelo jornalista não estava correcto e indicaram como deveria ser efectuado. Atendendo ao grau de dificuldade do problema e no sentido de esclarecer eventuais dúvidas optámos por colocar uma resposta mais detalhada.

Resposta
Para título da notícia o jornalista destaca o facto de os pensionistas que se aposentaram antes dos 65 anos terem uma pensão média superior, não dando o mesmo destaque a um outro dado não menos importante e relacionado com o valor das pensões que é o número de anos de descontos para a Segurança Social. De facto, lê-se no quadro que os pensionistas com menos de 65 anos também descontaram, em média, mais anos para Segurança Social. Mas se esta é uma opção de critério jornalístico a afirmação «Reformas antecipadas são 41% mais elevadas» é bem mais discutível.

Com efeito, pelo texto da notícia, depreende-se que para chegar ao valor 41% o jornalista deve ter feito o cálculo do seguinte modo:
581,75 € - 347,94 € =233,81€ (os pensionistas com menos de 65 anos ganham mais 233,81€)
581,75 € ------ 100%
233,81€ ------- x
x = 233,81x100 / 581,75 x 40,19% e arredonda o valor para 41%.

No entanto, deveria ter feito do seguinte modo:
347,94 € ---- 100%
233,81 € ---- x
x = 67,2%

Assim, devia escrever «Reformas antecipadas são, aproximadamente, 67% mais elevadas». Na verdade, se a pensão média das reformas antecipadas fosse 695,88€ (347,94€+ 347,94€) diríamos que as reformas antecipadas eram 100% mais elevadas (os pensionistas com menos de 65anos ganhariam o dobro).