Este sítio utiliza cookies

Estes cookies são essenciais quer para melhorar as funcionalidades quer para melhorar a experiência de utilização do sítio ALEA.

        

(terminou o prazo de resposta em 24 de maio de 2012)



Ver estatísticas das respostas e alunos premiados

Problema de nível I
Estatísticas das respostas

Número de participantes Escolas e número de alunos que responderam Número de respostas correctas Número de respostas incorrectas Número de respostas anuladas
965 Lista das escolas (formato Excel) 869 81 15

 

Lista dos alunos premiados

Nome Ano e Turma Escola
Inês Ventura 9.º3 Escola Secundária Rainha Dona Amélia
Joana Meireles 8.ºB Escola Básica e Secundária de Canelas
Patrícia Alexandra da Silva Lago 6.ºL E.B.2.3 Vasco Santana
Diogo Gonçalves 9.ºC Escola Secundária António Gedeão
Vanda Rute Martins Rodrigues 9.ºE Escola Básica nº2 de Avelar
Patrícia Isabel Azevedo Antunes 6.ºA EB 2,3/S da Chamusca
Ana Catarina Costa 6.º5 E.B.I Quinta de Marrocos
Ana Beatriz Ferreira Fernandes 8.ºD E B 2,3 Passos José
Mariana Machado Correia Vasconcelos 7.ºB Escola Secundária de Oliveira do Douro
Maria Inês de Almeida Alves 9.ºC Escola Sec. Dr. João de Araújo Correia
Francisca Maria Adrêgo da Silva 7.ºA Escola Secundária de José Estevão
Rita Gonçalves Pinho 8.ºA EB 2/3 Sophia De Mello Breyner
Eulália Isabel Vasconcelos Monteiro 9.ºB Esc. Básica e Secundária de Airães
Alexandre Filipe Pereira Barros 8.ºD Escola Secundária António Gedeão
Joana Filipa Resina Branco 7.ºD Escola Secundária Artur Gonçalves
Andreia Filipa Barbosa Pereira 5.ºD EB 2.3 do Cávado
Carolina Dias da Silva 7.ºA Escola Secundária de Tomaz Pelayo


Alunos habilitados ao prémio final
Lista dos Alunos Habilitados
(alunos que responderam correctamente ao problema Nível I)

Problema de nível II
Estatísticas das respostas

Número de participantes Escolas e número de alunos que responderam Número de respostas correctas Número de respostas incorrectas Número de respostas anuladas
176 Lista das escolas (formato Excel) 127 49 0

 

Lista dos alunos premiados

Nome Ano e Turma Escola
Ana Carolina Ribeiro Oliveira 10ºH / LH1 Escola Secundária Francisco de Holanda
Cristina Matos 12.º T Escola Secundária de Caneças
Catarina Cabrito Soares 10.º B Escola Secundária Quinta do Marquês
João Filipe Quintas Madeira 10.º A Escola Secundária Dr. Ginestal Machado
Mariana Isabel Dias Rodrigues 10.º F Escola Secundária de Amares
Inês Filipa Santos 8.º 3 Escola Secundária Fernão Mendes Pinto

 

Alunos habilitados ao prémio final
Lista dos Alunos Habilitados
(alunos que responderam correctamente ao problema Nível II)


Os problemas deste desafio baseiam-se numa notícia publicada no Jornal de Notícias de 7 de Abril de 2012.

Esta notícia apresenta informação relativa às viagens turísticas dos residentes em Portugal, no período de janeiro a setembro de 2011.

Problema de Nível 1

A partir da informação contida na figura, responde às questões que se seguem.
 

Questão 1:

1.1) De janeiro a setembro de 2011, qual foi o principal motivo para os residentes em Portugal realizarem viagens turísticas(1) ?

1.2) Qual foi o motivo que registou um maior decréscimo relativamente ao mesmo período do ano passado?

(1) Viagem Turística - Deslocação a um ou mais destinos turísticos, incluindo o regresso ao ponto de partida e abrangendo todo o período de tempo durante o qual uma pessoa permanece fora do seu ambiente habitual.

Questão 2:

O gráfico circular ao lado traduz a mesma informação do gráfico de barras apresentado, isto é, indica-nos a distribuição das viagens turísticas, segundo os motivos (janeiro a setembro de 2011).

Indica que motivos representam as letras a, b e c.

Questão 3:

De janeiro a setembro de 2011, o número de deslocações de curta duração (com menos de quatro noites) foi superior ou inferior ao número de deslocações prolongadas (quatro ou mais noites) ?
Justifica a tua resposta.

 

Resposta

Apresentada pela aluna Inês Ventura da Escola Secundária Rainha Dona Amélia

Resposta à questão 1:
1.1) Principal motivo para os residentes em Portugal realizarem viagens turísticas: o Lazer, recreio ou férias.
1.2) O motivo que registou um maior decréscimo relativamente ao mesmo período do ano passado é: Profissionais ou de negócios.

Resposta à questão 2:
a - Profissionais ou de negócios; b - Visita a familiares ou amigos; c - Lazer, recreio ou férias

Resposta à questão 3:
Percentagem de deslocações prolongadas: 100%-63,7%=36,3%
O número de deslocações de curta duração foi superior ao numero de deslocações prolongadas, porque tem maior percentagem (63,7%) do que as de longa duração (36,3%).

Problema de Nível 2

Nos gráficos é apresentada informação relativa às viagens turísticas dos residentes em Portugal, no período compreendido entre janeiro e setembro de 2011.

Questão 1:
Qual a variável representada no gráfico de barras? Trata-se de uma variável quantitativa ou qualitativa?

Questão 2:
De janeiro a setembro de 2011, qual foi a moda da distribuição dos meios de alojamento?

Questão 3:
3.1. Qual é a probabilidade de um turista residente em Portugal ter realizado uma viagem para visitar familiares ou amigos?

3.2. Selecionando ao acaso um turista residente em Portugal cuja deslocação teve como motivo "visita a familiares ou amigos", qual a probabilidade de ele ter utilizado alojamento particular e gratuito?

Resposta

Apresentada pela aluna Ana Carolina Ribeiro Oliveira da Escola Secundária Rainha Dona Amélia

Resposta à questão 1:
A variável representada no gráfico de barras é: motivos das viagens turísticas (de janeiro a setembro de 2011) dos residentes em Portugal. Trata-se de uma variável qualitativa.

Resposta à questão 2:
De janeiro a setembro de 2011, a moda da distribuição dos meios de alojamento foi o "alojamento particular gratuito".

Resposta à questão 3:
3.1) A probabilidade de um turista residente em Portugal ter realizado uma viagem para visitar familiares ou amigos é de 38,5%.
3.2) Selecionando ao acaso um turista residente em Portugal cuja deslocação teve como motivo "visita a familiares ou amigos", a probabilidade de ele ter utilizado alojamento particular e gratuito é de 95,4%.