Este sítio utiliza cookies

Estes cookies são essenciais quer para melhorar as funcionalidades quer para melhorar a experiência de utilização do sítio ALEA.

Índice | II. Experiência aleatória | IV. Modelos de Probabilidade discretos e contínuos

III. Probabilidade

Parte 19 de 47

4. Modelos de Probabilidade em espaços finitos

Exemplo - Consideremos a experiência aleatória que consiste em verificar o número de filhos de uma família portuguesa, escolhida ao acaso. É difícil de definir um modelo de probabilidade para esta experiência, pois o espaço de resultados não está perfeitamente definido, já que não sabemos qual o número máximo de filhos.

No entanto, como o nosso objectivo é obter um modelo útil, que traduza o mais possível a realidade, baseando-nos em dados dos Censos 2001 sugerimos o seguinte modelo, que não é um modelo de probabilidade, de acordo com a definição que demos, mas que nos permite calcular algumas probabilidades de alguns acontecimentos de interesse:

Nº de filhos
0
1
2
3
4
5
6
7
8
9 ou mais de 9
Probabilidade
0.3086
0.3726
0.2492
0.0521
0.0120
0.0035
0.0012
0.0005
0.0002
0.0001