Este sítio utiliza cookies

Estes cookies são essenciais quer para melhorar as funcionalidades quer para melhorar a experiência de utilização do sítio ALEA.

Índice | III. Probabilidade | V. Exercícios

IV. Modelos de Probabilidade discretos e contínuos

Parte 42 de 78

Modelos de probabilidade discretos

Tabela de dígitos aleatórios


O processo descrito anteriormente para seleccionar uma amostra aleatória simples, não é prático se a população a estudar tiver dimensão elevada. Neste caso, um processo de seleccionar uma amostra aleatória simples consiste em utilizar uma tabela de números aleatórios. À utilização de números aleatórios (ou pseudo-aleatórios) para imitar o comportamento de um fenómeno aleatório, dá-se o nome de simulação.

 

Dígitos aleatórios - Uma tabela de dígitos aleatórios é uma listagem dos dígitos 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8 ou 9 tal que:

  • qualquer um dos dígitos considerados tem igual possibilidade de figurar em qualquer posição da lista;
  • a posição em que figura cada dígito é independente das posições dos outros dígitos.